APRESENTAÇÃO

 

O Congresso Brasileiro de Heveicultura – CBH é um dos mais importantes Fórum Brasileiro de intercambio e atualização sobre diferentes assuntos ligados ao setor de borracha natural Brasileiro.

Em sua sexta edição, pretende apresentar, debater e encaminhar propostas e soluções para os principais desafios que afetam o setor.

O evento será aberto para toda a sociedade, em especial para os empresários rurais e industriais, produtores, pesquisadores, extensionistas, professores, consultores, prestadores de serviços, estudantes de graduação e pós-graduação, instituições/entidades públicas e privadas e demais agentes de desenvolvimento que atuam na cadeia agroindustrial da borracha natural.

O participante terá oportunidade também de conhecer e apreciar a cidade de Belo Horizonte(BH), capital de Minas Gerais. A boa mistura de uma grande capital com o jeitinho de cidade do interior conquista rapidamente os visitantes que chegam a Belo Horizonte. Sentir-se em casa na capital de Minas Gerais é tarefa fácil, especialmente quando essa tarefa é acompanhada de um pão de queijo, um "cafezin" ou uma boa cerveja gelada nos milhares de botecos locais. Será necessário pouco tempo para entender a leveza com que os mineiros encaram a vida e rapidinho você já estará falando com aquele simpático e charmoso sotaque tão inconfundível. Bastará um final de semana de passeio pela Lagoa da Pampulha, nos museus da Praça da Liberdade ou experimentando alguns quitutes no Mercado Central para "Beagá" te conquistar.

Aguardamos vocês em Outubro!

Antonio de Pádua Alvarenga 
Eng. Agrônomo, DS, Pesquisador EPAMIG
Presidente do VI CBH

 

JUSTIFICATIVA

A importância da borracha natural extraída da seringueira (Hevea brasiliensis) para o Brasil e o mundo se deve ao fato de não existir um sucedâneo imediato para este produto na fabricação de milhares de artefatos empregados em diversos setores, tais como: pneumáticos, engenharia naval, luvas cirúrgicas, preservativos, componentes eletrônicos, eletrodomésticos, calçados, mineração, siderurgia, entretenimento, sendo difícil encontrar um produto que não tenha borracha natural na sua composição ou na cadeia de produção. Além disso, é uma das atividades do agronegócio de maior importância ambiental pela elevada captura de carbono atmosférico, contribuindo assim para a redução do aquecimento global, e por ser uma espécie florestal que promove alta proteção do solo e da água.

Com uma produção mundial de 13,5 milhões de toneladas e o consumo de 13,2 milhões de toneladas em 2017, o mercado de borracha natural vem apresentando tendência ao desequilíbrio entre a demanda e oferta, que deve perdurar por mais alguns anos. Os dados são do International Rubber Study Group (IRSG), que aponta que 91% da produção se concentra na região Ásia/Pacífico.

Os baixos preços da commodity são fruto do aumento da oferta e redução da demanda causada pela lenta recuperação das principais economias após a crise do "subprime" (concessão de empréstimos hipotecários de alto risco) deflagrada em meados de 2007. A produção crescente de países do sudeste asiático, como Tailândia e Vietnã, contribuem para desequilibrar ainda mais o balanço entre a oferta e a demanda.

A despeito do atual cenário, projeções de longo prazo do economista holandês Hidde Smit apontam para a ocorrência de déficit de borracha natural no final da próxima década, com consequente recuperação dos preços desta matéria-prima. O momento é extremamente oportuno para o plantio de seringueira, cultivo que inicia a produção após cerca de sete anos.

Historicamente, a produção brasileira de borracha natural representa cerca de um terço da demanda nacional. Em 2017, ainda sob os efeitos da crise econômica mundial, que reflete na retração do consumo de bens e serviços, a produção representou 45% do consumo, ou seja, tem-se uma demanda de consumo latente no país.

O Brasil, centro de origem e de diversidade genética da seringueira, responde por apenas 1,4% da produção mundial (192 mil toneladas por ano). Desde a década de 1950, quando o país se tornou definitivamente um importador de borracha natural, o déficit do produto no mercado interno cresce a cada ano por falta de planejamento e de uma política pública proativa para estimular os investimentos em novos plantios.

De acordo com a LATEKS, a demanda brasileira por borracha natural deve alcançar 505 mil toneladas em 2024, com taxa de crescimento médio de 2,3% a.a. A produção, por sua vez, deve ser de 227 mil toneladas naquele ano, com crescimento médio de 2,4% a.a., resultando em um déficit de 278 mil toneladas, ou 128 mil hectares de seringueira em produção considerando a produtividade média atual.

Para suprir a demanda futura de borracha natural tem-se como principal fator impeditivo, a limitação da expansão dos plantios de seringueira nos principais países produtores e exportadores de borracha natural. Por outro lado, o Brasil é o país com maior potencial para expansão da heveicultura e da oferta de borracha natural, por possuir muitas áreas disponíveis e aptas para o cultivo da seringueira, sem a necessidade de desmatamentos.

Desta forma, pretende-se realizar este evento com o objetivo de aprimorar, estimular e divulgar conhecimentos técnico-científicos e de produção e mercado, bem como promover o intercâmbio entre profissionais que trabalham nos diversos setores ligados ao tema, como produtores rurais, empresários, pesquisadores, extensionistas, professores, ambientalistas, estudantes de graduação e pós-graduação, entre outros, na busca de soluções para os desafios existentes no agronegócio da borracha natural.

OBJETIVOS

Geral

Promover o intercâmbio científico-tecnológico e de produção e mercado entre os diferentes segmentos e atores que compõe a cadeia produtiva da borracha natural.

Específico

• Promover uma ampla discussão sobre a realidade e as perspectivas do setor de borracha natural no Brasil;
• Difundir as experiências sobre os avanços tecnológicos e científicos e as novas oportunidades de negócio do setor;
• Discutir as perspectivas de mercado nacional e mundial da borracha natural;
• Debater estratégias para melhoria da competitividade econômica da atividade;
• Estimular o negócio da borracha natural no Brasil e no Estado de Minas Gerais;
• Discutir e apresentar políticas públicas e privadas para o setor.

• Ampliar o mercado de bens e serviços, ligado ao agronegócio da borracha natural;

 

/cedagro /cedagro

contato@congressodeborracha.com.br - (27) 3324-5986 / (27) 99830-9621